Como Ajudar Pessoas no Marketing de Rede

Estava a ouvir o Rui Gabriel, numa das nossas formações diárias, no outro dia e o tópico realmente atingiu-me em cheio. A sua formação versava outra coisa, mas o Rui falou “en passant” de que o nosso grupo ajuda muito as pessoas e que devemos de vez em quando pedir alguma coisa em troca, porque se a ajuda só tem um sentido não faz sentido. E isso fez-me pensar o que significa ajudar as pessoas e que tipos de actividades realmente ajudam e que actividades são realmente prejudiciais. As pessoas muitas vezes lutam no Marketing de Rede porque gastam tanto tempo, energia e recursos “ajudando” as pessoas (que não merecem ou não desenvolvem) que acabam por nem vender produtos nem recrutar mais ninguém para a sua oportunidade de marketing de rede e acabam por deixar o negócio frustrados e sem dinheiro. Um dos principais problemas que têm é não perceberem que eles estão a dar o seu melhor conhecimento, informação e suporte gratuitamente. Na verdade, as pessoas muitas vezes têm medo de pedir dinheiro. Para se ser bem sucedido no marketing de rede ou em vendas precisa de perguntar pelo dinheiro nalgum momento.

Não estou a dizer que terá de ter uma lista de preços para aquilo que ajuda…. Nós não somos assim. Mas não deve dar tudo de si, sem receber qualquer coisa em troca. Deve ajudar, se a outra pessoa marcar duas apresentações, ou tem de trazer x convidados à próxima reunião. Não estou a falar de dinheiro vivo, mas sim de mostrar um preço, sem ter a preocupação de ser mal interpretado, porque no fundo quem está a dar, é quem tem de falar.

Como Ser Bem Sucedido no Marketing de Rede!

Se está a dar coisas grátis às pessoas e fica à espera que o dinheiro venha mais tarde, deixe-me fazer algumas perguntas:

A empresa de marketing de rede tem um produto ou serviço que está a vender activamente, e nesse caso, está a fazer vendas? Pode ter o produto ou serviço mais maravilhoso do mundo, mas se tiver problemas com o fecho da venda, então, não venderá nada. Esta é uma questão profunda e relacionada com o dinheiro e o que isto significa é que não acha que vale a pena pedir e obter o que deseja.

Como Ser Bem Sucedido Em Vendas

Vou-lhe dar um exemplo. No meu antigo negócio tradicional, os meus serviços eram pagos. E o meu trabalho e “expertise” não era negociável, portanto o preço era fixo. A haver negociação sobre os preços, só se os produtos tivessem a margem suficiente para o fazer. Houve clientes que me diziam se podia fazer um desconto nos serviços, mas sempre me mantive firme e educadamente lhes disse que aquele era o meu preço e o meu valor não tem preço, aquele era o mínimo pelos meus serviços.

Há um monte de mensagens não ditas numa interacção como esta, mas o mais importante é que quando reúno com um cliente e se chegamos ao ponto onde já só falamos sobre preço, então quer dizer, que estamos à tempo suficiente num processo de relacionamento em que ele vai aceitar o meu preço ou não. Se o deixasse convencer-me a fazer um preço mais baixo pelos meus serviços, iriam respeitar-me menos, já que a ideia que eu estava a dar era que não teria suficiente confiança em mim e no valor dos meus serviços, porque nunca baixei o preço dos meus serviços, porque não eram eles que tinham de dizer quanto é que eu valia. No fundo estava a passar que não tinha muito boa opinião de mim mesmo e então, claro, que eles também não a podiam ter. Porque terá de ser diferente no marketing de rede.

Já vi isto acontecer muitas vezes não é sequer engraçado. Aprendi que nós obtemos aquilo que pedimos. Se quiser a venda, então precisa de o dizer e pedi-la e tem de ter confiança em si mesmo e no valor da sua oferta. Isto virá ao falar com o seu cliente ou prospecto e, assim, cabe-lhes a eles aceitá-lo ou não. São coisas importantes seja no marketing de rede ou na vida em geral.

Isto quer dizer que deve ter uma atitude de visualização positiva e ver o seu prospecto já dentro do seu negócio de marketing de rede ou o seu cliente a comprar os produtos, terá de se distanciar dos seus problemas como “vendedor” para se concentrar nas objeções reais que o seu interlocutor lhe coloca. Mas o facto de ser confiante, seguro e desprendido, vai dar a ideia daquilo que é a realidade: Não é preciso que aquele cliente compre ou que o prospecto entre no seu negócio de marketing de rede para atingir o seu sucesso. E se pensar assim, vai tirar de cima de si toda a carga emocional de “querer” vender ou “precisar” que alguém “aceite” entrar na sua oportunidade de marketing de rede. A liberdade de quem ouve a sua oferta de valor ou a sua oportunidade marcante, é sempre de quem está a ouvir, não convença ninguém, senão terá de o convencer sempre.

Saiu-me uma tangente, mas isso foi o que me veio à cabeça quando comecei a escrever. Isto realmente aplica-se quando estamos a ajudar as pessoas. Deixe-me explicar. Não vai ajudar as pessoas, por oferecer os seus serviços à licitação mais baixa ou dá-los gratuitamente porque as pessoas não respeitam pessoas que dêem mostras de serem fracos. Normalmente, respeitam as pessoas fortes, confiantes e determinados. As pessoas naturalmente seguem outras pessoas que entendam ser o líder. Os líderes não se abaixam ao primeiro sinal de desaprovação.

Peça a venda e será bem sucedido no marketing de rede ou nas vendas directas.

Se gostou deste artigo, faça-me um favor e partilhe-o com outras pessoas e se quiser deixe um comentário abaixo. Obrigado:)

Este CURSO GRÁTIS em vídeo é destinado a proprietários de negócios MLM que estejam dedicados a 100% para chegarem a um rendimento mensal de 10.000€ ou mais com o seu negócio MLM.

Se tudo isto é novo para si e ainda não sabe o que fazer, aproveite e veja este curso de vídeo GRÁTIS.

Façam o favor de ser felizes

PS: Se o seu Upline Não Tem Um Mapa Passo A Passo Para O Sucesso, Veja Isto (A Menos Que Já Tenha Muitos Prospectos) – clique aqui para ter acesso imediato a um sistema de desenvolvimento do sucesso em Marketing de Rede.

 

About Rui Lemos

Rui Lemos, nasceu em Lisboa, Portugal, em 1959, sempre foi empreendedor desde tenra idade. Esta sua tendência para o negócio deu-lhe uma visão desempoeirada da vida, pois sempre pensou pela sua própria cabeça. Fez o liceu em Oeiras, perto da praia o que veio também a influenciar o seu desejo de liberdade e de gozar o tempo de lazer. Fez serviço militar na Força Aérea Portuguesa, na área da electrónica, foi profissional da IBM por quase 20 anos, a sua carreira foi de técnico de computadores, a técnico de software até gestor, sendo formador do Instituto IBM, autor de manuais técnicos e de vários livros, entre eles o Best Seller com 23 edições “O Fundamental do Windows 3.1″, conheceu o marketing de rede em 1983, mas não foi financeiramente compensador, ficou só o "bichinho". Voltou ao MMN, em 2004, com a Bia Pomar, sua mulher, onde conheceu a Cesarina e o Silvio Fortunato. Fez parte do grupo fundador do Magnet System e do Inner Circle, com a Bia Pomar e o Rui Gabriel, sendo hoje um profissional do internet marketing e do marketing multinível, é autor de vários blogs entre eles www.RuiLemos.com, um blog que fornece dicas sobre internet marketing, marketing multinível, formação e empreendedorismo para profissionais ou amantes do internet marketing e www.escritamilionaria.com dedicado ao Copywriting, Content Management, SEO Copywriting. Foi co-fundador do grupo de internet marketers Lazy Millionaires League que se dedicam a ajudar os novos a encontrar o seu caminho, é também afiliado All In do Empower Network.