Vendas On-line

Este post não é para o ensinar a vender on-line, mas sim para rever as regras básicas do relacionamento com o cliente seja ele off-line ou on-line.

 1.                Quando fizer a sua primeira venda acompanhe o cliente

Não basta apenas vender, entregar o produto e esquecer que o seu cliente existe. Pode enviar um e-mail de agradecimento por ele lhe ter adquirido o produto a si e aproveitar e incluir um discreto anúncio doutros produtos que esteja a vender. Pode e deve fazer isso de vez em quando, pelo menos uma vez por mês. Nunca esqueça que é mais fácil manter um cliente do que angariar um novo.

 

2.          Ofereça produtos adicionais aos seus clientes

Quando o cliente, estiver a finalizar a compra no seu site, proponha produtos extras relacionados com o produto principal escolhido. Eles podem adicionar esses extras às suas compras por impulso. Não se esqueça de oferecer um incentivo à decisão, por exemplo, um bónus (um relatório ou um desconto em compra futura).

 

3.          Ofereça vantagens para ambos os lados

Diga aos seus clientes que se eles recomendarem o seu web site a mais três pessoas, por exemplo, irão ganhar um incrível desconto na compra imediata do seu produto ou um desconto posterior noutro produto que comecialize. Isso dá-lhe mais visibilidade e poderá gerar mais vendas.

 

4.          Interaja com o cliente

Quando vende um produto, poderá convidar o seu cliente a participar num programa de afiliados, assim ele ganhará uma comissão de cada vez que o seu produto for vendido através de uma recomendação feita por ele. Isso multiplicará as suas vendas muito mais facilmente.

 

5.          Venda uma versão de Reprint do seu produto

Uma versão Reprint é quando o seu cliente compra o seu livro digital e adquire o direito de o revender, com o nome dele no interior do e-book (versão personalizada) ou não. Poderá adicionar promoções de outros produtos dentro do e-book ou cobrar uma taxa extra para que o seu cliente o revenda. Por exemplo: O seu livro custa 15,00€, mas para o cliente o revender ele custaria 15,00€ + 10,00€ pelos direitos de revenda.

Faça um Bom Seguimento de Vendas

6.          Crie um pacote atractivo, unindo o seu produto a outros com o mesmo tema.

Pode fazer uma parceria com outro empreendedor e venderem um pacote dos seus produtos (o seu e o dele), e ele fará o mesmo. Assim ambos saiem a ganhar.

 

7.          Quando enviar o seu produto, inclua um cupão de desconto para outros produtos que esteja a vender

Pode ser um cupão virtual ou impresso, fica à sua escolha. Isso irá atrair os seus clientes, fazendo com que comprem mais vezes no seu website. Chama-se a isto a fidelização.

 

8.          Envie um catálogo dos seus produtos para os clientes já conquistados

Podem ser actualizações, serviços especiais, etc.. Se eles gostaram do seu produto inicial, com certeza irão adquirir outros. Deve ter um serviço de auto-responder para contactar os seus clientes, com novos produtos ou novas promoções.

 

9.          Venda cheques oferta no seu site

Funciona como uma compra pré-paga, em que o cliente paga um determinado valor e escolhe o produto que quiser. Pode usar esse valor como desconto em produtos, compras no site, assinatura de revistas digitais e no que mais estiver a oferecer no seu webste.

 

10.    Envie produtos grátis aos seus clientes

Estes produtos podem ter a sua assinatura e o endereço do seu website. Podem ser e-books, gráficos, softwares, etc.. Permita que os seus clientes os redistribuam. Isso fará com que outras pessoas vejam o seu trabalho, aumentando a probabilidade de venda dos seus produtos.

 

DICA: Lembre-se de fazer sempre a promoção dos seus produtos, com cuidado. Não “entupa” a caixa de e-mail dos seus clientes com propaganda, porque senão é considerado SPAM. Faça isso sempre, de forma agradável e ofereça algo mais do que apenas divulgar e vender os seus produtos.

Na análise do que pode ser melhorado, constantemente identifico, o aspecto da autoconfiança. Muitas vezes essa característica mostra-se mais carente no perfil de alguns Network Marketeers. Ela é evidenciada quando não há uma organização sobre o “discurso” de vendas, quando a transparência e a clareza na comunicação não são eficazes, quando o domínio técnico deixa a desejar e quando não se acredita no produto ou que somos mais capazes do que pensamos ser.

Mas de entre as carências a serem supridas, há um que destaco e deve ser considerado, trata-se da comunicação em vendas. E esta, por sua vez, é determinante para a efectivação dos bons negócios e da conquista de metas e resultados positivos e duradouros.

Por consequência do meu trabalho, além das visões comportamentais que despertei em mim, também aflorei a percepção crítica que me acompanha no dia-a-dia. Na ida ao centro comercial, em lojas de roupa electrónica, enfim, em diferentes segmentos. Em muitas destes contactos que tenho com os vendedores que actuam nestes lugares comprovo as falhas de comunicação em vendas, geradas pela baixa autoconfiança.

Quer um simples exemplo duma postura de vendas?

– “O Sr. queria este modelo?”

E nesse instante ouço uma sonora “buzina” a gritar: ERRADO.

Porquê? Simplesmente porquê o tempo é AGORA, é presente, o passado passou.

O Cliente quer, ele está à sua frente. Mantenha a expectativa positiva da venda.

 

Mais um exemplo?

 

– “Eu acho este melhor”

 Nova buzinadela. Quem acha não tem certeza, tem dúvidas e com toda a certeza o Cliente não quer adquirir algo em que não possa confiar.

Para alguns isto pode parecer um detalhe, mas o processo de venda é feito de detalhes e estes podem ser decisivos na concretização dum negócio.

Pergunte-se: O que é que os clientes estão à procura? Pode pensar, que são as condições de pagamento, o preço, os descontos. Alguns deles também procuram isso, mas todos, com certeza, procuram o que é o melhor para eles próprios. E o melhor passa pela confiança no vendedor, no produto, na empresa, o melhor passa pela clareza e principalmente pela certeza de que estão a realizar o melhor negócio.

 

Estes exemplos da vida real, são normalmente, replicados online. E estes pequenos detalhes são importantes, para o contacto com o seu cliente. Claro que se tem a tendência de querer abranger os clientes do Brasil e de Portugal com os mesmos textos. Mas não devem esquecer que a língua é Portuguesa, que o português do Brasil, é diferente, mas que é fácil eles compreenderem o português de Portugal, e por isso, não devemos transcender e deixar os textos “mal” escritos para as pessoas do Brasil “perceberem melhor”, português é português. Se for profissional e quiser ser perfeccionista terá duas páginas com o mesmo texto com o português e o português do Brasil.

Pensando nisso, listei algumas dicas para evitar essas falhas de comunicação em vendas. Se é um vendedor que procura a melhoria contínua e que tem a noção de que existe, sempre algo para ser melhorado. Faça uma espécie de “auto – policiamento” nos seus contactos observando estas dicas.

Todas as palavras com tempos verbais que apresentem referências sobre o passado:

– queria, seria, gostaria, poderia, era…

Substitua-as pelo tempo presente; É neste momento que o seu cliente está a ler a sua mensagem.

– “Eu quero mostrar- lhe esta novidade!”.

 

Palavras que geram incertezas e dúvidas:

– acho, mais ou menos, talvez…

Use;

– “Eu acredito que está a fazer a escolha certa!”.

Seja determinado, se o cliente está no seu site é porque algures o convenceu das suas certezas, e por isso deve ser determinado.

 

Palavras que despertam a razão sobre o processo:

– vender (substitua por oferecer); comprar (substitua por adquirir)

Vender e comprar afastam o cliente do seu site e de si. Oferecer e adquirir soam como benefícios.

 

Expressões que soem como “pontapés” na gramática:

– “Eu vou lhe mostrando este material”

(Nesta hora sinto, sempre, pena da língua portuguesa)

– “Vou-lhe mostrar este material”

– “Vende-se manuais” e outras do genéro.

(Vendem-se manuais)

– “Vou-lhe mostrar, no outro site, o nosso novo Curso de Fitness em Casa”

A comunicação eficaz em vendas é o divisor das águas entre os profissionais de vendas que conquistam o sucesso e os que ficam à espera dele. E como dizia o velho guerreiro: ”Quem não comunica…não mandica!”.

E nunca se esqueçam do essencial, todos somos vendedores, vendemos a competência, vendemos o saber, vendemos o tempo, vendemos………

Se quer aprender mais  como deve escrever correctamente no seu site, na sua página de vendas, nos seus emails, faça como milhares de internet marketeers, siga o MagnetCopy A Escrita Milionária.
Se desenvolves internet marketing ou marketing de rede e queres ter um mentor profissional que te dê aquilo que te falta para teres sucesso, vê o que este grupo revolucionário de pessoas está a fazer. Se tudo isto é uma novidade para ti e te despertou a curiosidade de aprende, recebe 8 Vídeos grátis que te explicam tudo duma forma simples.

Vê aqui o testemunho de quem está no caminho para o sucesso. E vê quem te pode ajudar a aumentar as tuas Vendas.

Votos de Sucesso

Membro Fundador do Inner Circle

 

 

About Rui Lemos

Rui Lemos, nasceu em Lisboa, Portugal, em 1959, sempre foi empreendedor desde tenra idade. Esta sua tendência para o negócio deu-lhe uma visão desempoeirada da vida, pois sempre pensou pela sua própria cabeça. Fez o liceu em Oeiras, perto da praia o que veio também a influenciar o seu desejo de liberdade e de gozar o tempo de lazer. Fez serviço militar na Força Aérea Portuguesa, na área da electrónica, foi profissional da IBM por quase 20 anos, a sua carreira foi de técnico de computadores, a técnico de software até gestor, sendo formador do Instituto IBM, autor de manuais técnicos e de vários livros, entre eles o Best Seller com 23 edições “O Fundamental do Windows 3.1″, conheceu o marketing de rede em 1983, mas não foi financeiramente compensador, ficou só o "bichinho". Voltou ao MMN, em 2004, com a Bia Pomar, sua mulher, onde conheceu a Cesarina e o Silvio Fortunato. Fez parte do grupo fundador do Magnet System e do Inner Circle, com a Bia Pomar e o Rui Gabriel, sendo hoje um profissional do internet marketing e do marketing multinível, é autor de vários blogs entre eles www.RuiLemos.com, um blog que fornece dicas sobre internet marketing, marketing multinível, formação e empreendedorismo para profissionais ou amantes do internet marketing e www.escritamilionaria.com dedicado ao Copywriting, Content Management, SEO Copywriting. Foi co-fundador do grupo de internet marketers Lazy Millionaires League que se dedicam a ajudar os novos a encontrar o seu caminho, é também afiliado All In do Empower Network.